Opel Ampera já está disponível para encomenda

Opel Ampera já está disponível para encomenda

1 484

O novo Opel Ampera já pode ser encomendado no nosso país. Os interessados podem efectuar a sua reserva através da internet no website www.opel-ampera.com ou em www.opel.pt, sendo que no processo de registo e reserva do veículo é solicitado o pagamento de uma caução de 150 euros, montante que fica como depósito de encomenda, e que será deduzido no preço de compra.

As primeiras entregas do Ampera devem ocorrer nos últimos meses deste ano, com os registos online a terem prioridade, para além de também fazerem parte de uma lista prioritária para a realização de test-drives antes da entrega.

Para aqueles que ainda não conhecem este veículo, o Ampera é o primeiro automóvel puramente eléctrico com extensor de autonomia da Opel, dotado de dois motores eléctricos, que em conjunto conseguem entregar 150 cavalos de potência e um binário máximo de 370 Nm, e acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 9 segundos até uma velocidade máxima de 161 km/h.

O sistema de propulsão eléctrica do Ampera é alimentado por uma bateria de iões de lítio, com 16 kWh de capacidade, que lhe garante entre 50 a 80 quilómetros de autonomia com propulsão exclusivamente eléctrica. E é aqui que entra a tecnologia que o distingue dos demais, o seu inédito sistema extensor de autonomia, onde quando a carga da bateria baixa para um nível crítico é automaticamente é accionado um motor/gerador alimentado a gasolina, que sustém a carga e fornece electricidade aos motores eléctricos para continuar viagem, alargando a autonomia do Ampera para mais de 500 quilómetros (saiba mais sobre o sistema Voltec clicando aqui). A recarga total das baterias pode ser efectuada em qualquer tomada doméstica em apenas 3 horas.

Os preços do Ampera arrancam nos 42.900 euros, já com impostos e baterias incluídos, sendo que estas últimas têm uma garantia de 8 anos ou 160.000 quilómetros.

Imagens Opel Ampera
[nggallery id=69]

SIMILAR ARTICLES

1 COMMENT

  1. É pena é o preço ser um pouco puxado para a carteira dos portugueses! Mas ao final de uns anos vai se poupar imenso em combustível!

Leave a Reply

*