Renault apresenta motor 1.6 Energy dCi de 130 cv

Renault apresenta motor 1.6 Energy dCi de 130 cv

0 1259

Renault apresenta motor 1.6 Energy dCi de 130 cvDando continuidade à sua estratégia de «downsizing», a Renault apresentou esta semana em Morfontaine, Paris, o novo motor Energy dCi 130, que será para já introduzido nas gamas Scénic e Grand Scénic, sendo depois alargado ao restante conjunto dos modelos da família Mégane e também a alguns modelos do segmento C da Nissan.

Baseado num design particularmente eficiente de arquitectura “quadrada”, inspirado na experiência da marca na F1, e com uma cilindrada de 1.6 litros, este bloco desenvolve uma potência de 130 cavalos e um binário máximo de 320 Nm disponível às 1750 rpm (dos quais 80 % disponíveis a partir das 1.500 rpm), tornando-se no motor diesel mais potente da sua categoria. Para além disso este novo motor apresenta uma redução de 20% nos consumos (um litro em ciclo misto europeu) e uma diminuição das emissões de CO2 de 30 g/km em relação ao motor que vem substituir, o 1.9 dCi 130. Esta redução foi conseguida devido diminuição das fricções internas e à introdução de novas tecnologias:

  • Sistema Stop & Start associado à recuperação de energia na desaceleração/travagem, sendo este accionado quando a alavanca da caixa de velocidades está em ponto morto, o pedal da embraiagem está em cima ou quando a velocidade do veículo está próxima dos 0 km ;
  • Sistema de re-circulação dos gases de escape em ciclo frio (EGR Baixa Pressão), sendo que a Renault é o primeiro construtor a introduzir esta tecnologia na Europa
  • Tecnologia de thermomanagement;
  • Bomba de óleo com cilindrada variável;
  • Tecnologia do swirl variável;
  • Sistema de multi-injecção que permite optimizar a regeneração do filtro de partículas.

No entanto é no downsizing, obtido pela diminuição do curso do pistão e do consequente dimensionamento do conjunto de peças móveis que este motor mais consegue «cortar» nas emissões de CO2. O volume do cilindro foi reduzido em 16 %, permitindo assim diminuir a quantidade de combustível consumido em cada ciclo. As performances são mantidas graças ao aumento da pressão de sobrealimentação.

Os ganhos de CO2 associados às respectivas tecnologias


* Em relação ao motor 1.9 dCi

Com o novo motor Renault Energy dCi 130, o Scénic e o Grand Scénic tornam-se os monovolumes mais potentes e simultaneamente mais económicos do mercado, com um consumo de apenas 4,4 litros/100 km e emissões de CO2 de 115 gramas por quilómetro que lhes permitem responder aos critérios reforçados da assinatura Renault eco2.

O PressAUTO esteve nesta apresentação e teve oportunidade de ensaiar o novo motor a bordo de um Renault Scénic equipado com uma caixa manual de seis velocidades muito leve e com boa resposta à aceleração, permitindo de imediato sentir toda a energia e desempenho do bloco dCi 130.

O novo motor Energy dCi 130 está perfeitamente integrado na estratégia da Renault, que pretende com esta nova geração de motores térmicos Energy e a sua gama de veículos eléctricos, diminuir significativamente o consumo e as emissões de CO2 dos seus modelos. A gama Europeia da Renault deverá passar das 135 g/km de hoje para menos de 120g em 2013 e descerá abaixo das 100 g/km em 2016.

Imagens Motor Renault Energy dCi 193
[nggallery id=193]

NO COMMENTS

Leave a Reply

*