Renault apresenta berlina elétrica Fluence Z.E.

Renault apresenta berlina elétrica Fluence Z.E.

1 462

Revelado em Setembro de 2009, no Salão Automóvel de Frankfurt, nessa altura ainda sob a forma de protótipo, o Renault Fluence Z.E. foi agora oficialmente apresentado à imprensa, tornando-se na primeira berlina de 3 volumes 100% elétrica proposta com um preço de um equivalente térmico. O evento de apresentação dos novos modelos elétricos Fluence Z.E. e Kangoo Z.E. contou com jornalistas de todo o mundo, e teve como pano de fundo as belas paisagens da Quinta da Marinha, em Cascais. O PressAUTO.net esteve lá, e vai contar-lhe tudo ao pormenor.

A comercialização da nova berlina elétrica da Renault arranca ainda antes do final do ano em países como a Espanha, França, Alemanha, etc. No nosso país, embora já esteja disponível para encomenda desde segunda-feira, será comercializado só apartir de Janeiro de 2012, em duas versões, Expression e Dynamique, com os preços de 21.600 euros e 22.700 euros, respectivamente, sendo que ambos valores já incluem IVA à taxa em vigor e incentivo fiscal de 5.000 euros. Ao valor de compra do veículo, acresce o aluguer da bateria e dos serviços a ela associados, no valor de 82 euros/mês para 10.000 km/ano.

Para o distinguir do seu "irmão" hippainnow.net com motor térmico, o Fluence Z.E. possui um conjunto de elementos característicos dos veículos eléctricos da gama Renault, sendo rapidamente identificável por vários detalhes específicos, como é o caso dos dos aros dos faróis de nevoeiro, logótipos, uma grelha específica, e faróis traseiros totalmente redesenhados, todos eles em tons azulados.

Com um comprimento de 4,75 m, a versão elétrica do Fluence é 13 cm mais comprida que a versão térmica, de modo a permitir a colocação da bateria atrás dos bancos traseiros. Com este aumento no comprimento, a lateral da carroçaria foi, assim, redesenhada, enquanto que a traseira é completamente nova. Para completar o conjunto, o Fluence Z.E. distingue-se também pelos seus espelhos retrovisores pintados em preto brilhante, pelos bocais de carregamento nas laterais frontais e pela parte inferior da traseira dotada de um difusor para melhorar a aerodinâmica.

O habitáculo do Fluence Z.E. retoma o conjunto de elementos já presentes na versão térmica, com a diferença de que o computador de bordo integra, agora, as informações relacionadas com a propulsão elétrica, como o consumo instantâneo e médio, autonomia, carga e descarga da bateria. Na consola central estão os pontos de referência para as neweggcouponsnow.net posições da alavanca de comando do redutor (frente, marcha-atrás, ponto neutro e estacionado). O espaço interior é digno de uma berlina do segmento superior, e a habitabilidade traseira uma referência na categoria.

No que toca à capacidade de carga, graças ao aumento no comprimento da carroçaria e ao prolongamento da porta traseira, a bagageira mantém um volume de 317 litros, e um acesso facilitado por uma abertura ampla e por um perfil de carga rebaixado. O Fluence Z.E. oferece ainda mais de 23 litros de espaço de carga repartido pelo habitáculo.

O propulsor que equipa o Fluence Z.E. possui 70 kw (o equivalente a 95 cavalos) e um binário máximo de 226 Nm, com a particularidade de ser obtido de forma instantânea, dando assim uma sensação inédita de segurança e prazer a cada aceleração. Em termos de prestações, a berlina elétrica francesa possui uma velocidade máxima de 135 km/h, e é capaz de acelerar dos 0-50 km/h em apenas 4.1 segundos (na versão térmica este valor está fixado nos 5.9 segundos), e 13 segundos para cumprir a aceleração dos 0-100 km/h. A alimentação está a cargo de um conjunto de baterias de iões de lítio cnalicensenow.net com 22 kwh de capacidade, com a marca francesa a anunciar uma autonomia de 185 km em utilização real, embora possa variar, de acordo com o tipo de condução, terreno, condições climatéricas, etc. O carregamento das baterias pode ser efetuado numa tomada doméstica vulgar, demorando aqui entre 10 e 12 horas, ou se adquirir uma Wall-Box (que tem um custo apróximado de 600 euros), o tempo de carregamento baixa para as 6/8 horas. Embora em Portugal não esteja disponível, em alguns países como é o caso de Israel e Dinamarca, estará disponível o sistema “Quickdrop” – estações automáticas que permitem ao cliente substituir a sua bateria descarregada por uma com carga total em apenas 3 minutos.

A Renault adianta que o custo de energia de um Z.E. é entre 5 e 10 vezes mais baixo que num veículo térmico. Por exemplo, com o Fluence Z.E., um abastecimento para 185 km custa menos de 2 euros.

Conforme já referimos, o Fluence Z.E. será proposto no nosso país com 2 níveis de equipamento (Expression e Dynamique), contando, de série, com sistema de navegação inteligente Carminat TomTom, Bluetooth, climatização automática bi-zona, faróis e limpa pára-brisas automáticos.

Imagens Renault Fluence Z.E.
[nggallery id=253]

SIMILAR ARTICLES

1 COMMENT

  1. É o primeiro eletrico que vejo a um preço tão acessível, só é pena o facto de ser necessário pagar uma mensalidade pela bateria.

Leave a Reply

*