Peugeot apresenta resultados comerciais de 2011

Peugeot apresenta resultados comerciais de 2011

0 289

No ano 2011, a ofensiva de produtos, imagem e serviço da Peugeot permitiu à marca francesa registar um resultado anual de vendas mundiais perto do seu recorde histórico de 2010.

No contexto de um mercado europeu ditado pelo rigor, que contrasta com uma procura sustentada ou em retoma nos grandes mercados emergentes, a Peugeot realizou 2.114.000 vendas de veículos particulares e comerciais.

Os volumes de vendas realizados fora da Europa atingiram 48%, uma subida de 3 pontos relativamente a 2010, atingindo um valor recorde de 1.014.000 unidades. Desta forma, a Peugeot melhorou os seus resultados em todas as regiões prioritárias de desenvolvimento, com crescimentos respectivos de 9,2% na América Latina, de 14,2% na Ásia e de 28,3% na Rússia, contribuindo assim para a dinâmica de internacionalização da marca.

Na Europa, a descida acentuada dos mercados dos países mediterrânicos, nos quais a Peugeot está muito exposta, particularmente em Espanha, Grécia e Portugal, teve um peso significativo no desempenho da marca. Vendeu nessa região 1.100.000 veículos (-6,1% em relação a 2010).

A Peugeot voltou a demonstrar em 2011 a sua capacidade de se renovar e de concretizar a subida de gama da Marca. As vendas mundiais dos veículos do segmento “premium” aumentaram 40% em 2011, atingindo as 320.000 unidades.

O 508, graças aos seus lançamentos com êxito na Europa no primeiro semestre de 2011, seguidos da China em Julho, realizou 123.00 vendas no termo do seu primeiro ano de vida comercial e volta a afirmar as ambições da Peugeot num dos seus territórios históricos, o dos grandes estradistas.

O crossover 3008, com 135.000 unidades vendidas, estabeleceu um novo recorde comercial, antes mesmo do lançamento do 3008 HYbrid4, que inaugura em estreia mundial o sistema de tracção full hybride diesel.

O RCZ registou mais de 19.000 vendas, esgotando a capacidade de produção instalada: o coupé desportivo da Peugeot impôs-se, no termo do seu primeiro ano completo de comercialização, como uma referência do segmento.

No núcleo do mercado, a oferta da Peugeot no segmento B (107, 207 e 206) totalizou 836.000 vendas mundiais, ao passo que o novo 308 conseguiu vender 205.000 unidades.

Para 2012, a Peugeot definiu como principal objectivo reconquistar a liderança do segmento B com o 208, ao qual se juntará o lançamento de três modelos “Full Hybrid Diesel” equipados com a tecnologia HYbrid4: o 3008, o 508 RXH e a berlina 508, dando assim à marca francesa um grande avanço relativamente aos seus concorrentes no domínio do controlo das tecnologias ambientais de vanguarda.

NO COMMENTS

Leave a Reply

*