Novo Renault Twingo por menos de 10.000 €

Novo Renault Twingo por menos de 10.000 €

0 489

Passaram quase duas décadas após o lançamento da primeira geração do Renault Twingo, modelo que surpreendeu pelo conceito revolucionário, tornou-se um ícone da indústria automóvel e, volvidos 19 anos, promete continuar uma carreira de sucesso. O novo Renault Twingo mantém as características que o tornaram um ícone, mas está mais moderno, mais atraente, mais económico, mais amigo do ambiente e com preços verdadeiramente competitivos.

Mas mais moderno, mais evoluído e outros predicados não se traduzem numa menor competitividade no preço de aquisição – antes pelo contrário, uma vez que o novo Renault Twingo está disponível a partir dos 9.990 euros (versão City 1.2 16V 75), um valor que não deixa ninguém indiferente, face ao que o modelo oferece, à conjuntura económica e, claro, aos 5 anos de garantia Renault ou 150.000 mil quilómetros porque já é abrangido.

A secção dianteira do Twingo inspira-se na renovação estilística da marca, com o seu carácter dinâmico a ser sublinhado pelos faróis de nevoeiro colocados em posição elevada na grelha dianteira. Na traseira, os novos faróis de marcha-atrás  localizam-se agora na porta traseira e dão continuidade às linhas da secção dianteira. Com os pára-choques traseiros mais redondos e a parte inferior da porta estilizadas, as linhas gerais tornam-se mais fluidas.

Em termos estéticos, a secção dianteira do novo Twingo está radicalmente diferente, ou não fosse este o primeiro modelo da Renault a preconizar a nova identidade de design da marca. Nesse sentido, destaque para a posição elevada em que foram colocados os faróis de nevoeiro redondos de consideráveis dimensões, e para o crescimento do losango Renault no capot, colocado sobre um fundo escuro. Dois pequenos grandes pormenores que conferem ao Novo Twingo um design moderno, arrojado e fortemente dinâmico.

E se a dianteira é a face mais visível da nova identidade, destaque também para a traseira, onde foram adicionados novos faróis, colocados na porta traseira e para o novo pára-choques arredondado, que torna as linhas ainda mais fluidas. Ainda no que toca à imagem exterior, destaque para a introdução no catálogo de cores das novas e originais Fuschia e Azul Bermudas, que acrescentam um toque de jovialidade e originalidade ao Novo Twingo. Os clientes têm ainda a possibilidade de personalizar, através da escolha de uma cor diferente, os espelhos retrovisores exteriores e os frisos laterais. Esta oferta de personalização é acompanhada por um sistema de configuração online.

Por sua vez, no habitáculo, também há várias novidades a destacar, onde com o objectivo de alcançar uma mais harmoniosa ligação dos materiais com as cores, os bancos possuem novos revestimentos e contrastes de cor, enquanto as saídas de ar são propostas com nuances diferentes (Preto Brilhantes, Azul Majorelle, Verde Anis, Cinzento Metalizado).

Uma vez ligada a chave de ignição também poderá constatar-se a existência de novas funções no computador de bordo e, já que estamos a falar de equipamento, sublinhe-se o facto de, a partir da entrada de gama, todos os rádios do novo Twingo serem equipados, de série, com as funções bluetooth e audio streaming via USB que permitem, facilmente, difundir a música a partir de um leitor mp3, telefone ou pen. Antes de sair do habitáculo não podia faltar a referência à habitabilidade, ou não fosse uma das melhores da categoria. O novo Twingo mantem o mesmo conceito de à duas décadas atrás, conciliando um exterior compacto, com um vasto espaço interior e os 22cm de espaço para os joelhos é apenas um dos valores que o confirmam como referência no seu segmento. Como que fazendo jus à modularidade que sempre caracterizou o Twingo, os dois bancos traseiros são independentes, sobre calhas, com tudo o que essa solução encerra de prático. O volume da bagageira varia entre 230 e os 959 litros mediante o rebatimento dos bancos.

No que toca à mecânica, nesta primeira fase, o novo Twingo estará disponível com três diferentes motorizações, duas a gasolina e uma diesel: o comprovado 1.2 16V de 75 cavalos e o bloco 1.2 TCe de 100 cavalos, que com um binário de 155 Nm disponível desde as baixas rotações, oferece o prazer de condução de um motor de cilindrada superior, mas sem o consumo associado; bem como o conhecido 1.5 dCi 85 de cavalos. Todas as motorizações beneficiam de novas soluções tecnológicas que, aliadas às melhorias aerodinâmicas levadas a cabo, permitem baixar consumos e as emissões de poluentes de forma significativa, sem comprometer o prazer de condução. O novo Twingo irá atingir, em 2012, níveis de emissões de CO2 de referência: 85g de CO2/km para o dCi 85 e 102g para o 1.2 16v 75 cv a gasolina.

[nggallery id=274]

NO COMMENTS

Leave a Reply

*