Renault moderniza Scénic

Renault moderniza Scénic

0 306

A Renault introduziu muitas novidades no monovolume Scénic, com uma importante actualização estética, a inclusão de novos equipamentos e tecnologias, e uma revisão mecânica, com vista à redução dos consumos.

O contacto visual com a dianteira confirma que se trata de um novo Renault Scénic: os faróis dianteiros cresceram em profundidade, o pára-choques foi redesenhado e recebeu inserções em cromado, nomeadamente como “moldura” dos novos faróis LED. Mas a renovação estende-se ao novo desenho dos faróis traseiros e à nova gama de jantes.

Já em relação ao habitáculo, para além da luminosidade, impressiona o espaço, as imensas possibilidades para arrumos e a modularidade, fruto das excelentes amplitudes de ajustamento e de rebatimento dos bancos. Por outro lado, sobressai a qualidade dos acabamentos e dos materiais utilizados. O ambiente é requintado e para isso também contribui o elegante tablier, que integra o painel de instrumentos a cores TFT personalizável, que apresenta de forma automática e, no momento certo, as informações necessárias à condução; o novo sistema de navegação integrado Carminat TomTom com os Serviços LIVE; o sistema de auxílio ao estacionamento com câmara traseira, o ar condicionado automático com controlo de toxicidade do ar a bordo; bem como o sistema áudio topo de gama Bose Edition (com entrada USB).

Ainda no interior, uma referência para a consola central que agrupa as principais ajudas à condução, nomeadamente o travão de mão assistido eléctrico e o interruptor do limitador de velocidade. Isto só para falar do equipamento principal, onde também, obrigatoriamente, terá de ser mencionado o cartão mãos-livres Renault e, claro, a grande novidade que dá pelo nome de “Visio System”, e que consiste no alerta sonoro para transposição involuntária da faixa de rodagem.

Em termos mecânicos, novo Renault Scénic será o primeiro modelo a receber o novo motor Energy dCi 110, uma completa metamorfose do motor 1.5 dCi, o best-seller da marca francesa. Com o motor Energy dCi 110, o Energy dCi 130 e, a curto prazo, o novo motor a gasolina TCe 115, a gama Scénic reinvidica os melhores consumos e menores emissões de CO2 da sua categoria.

Começando pela novidade, o motor diesel motor 1.5 dCi da Renault, amplamente reconhecido pelos seus desempenhos, reduzidos consumos e emissões de CO2, recebe um novo pacote tecnológico, transformando-se assim no novo Energy dCi 110. Este bloco oferece ao Scénic um consumo de 4,1l/100 km (uma redução de 16% face à anterior geração) e um nível recorde de emissões de CO2 limitado às 105g/km, por sua vez o binário máximo foi incrementado em 20 Nm, atingindo assim os 260 Nm disponíveis às 1750 rpm.

O novo Energy dCi 110 junta-se assim ao motor diesel 1.6 Energy dCi 130 que, apesar de ser o mais potente do mercado no seu nível de cilindrada, apresenta outras performances inéditas – 114g CO2/km e um consumo de 4,4l/100 km. A estas duas motorizações diesel juntar-se à, ainda na Primavera, o novo motor 1.2 gasolina TCe 115, que tem um consumo anunciado de 5,9l/100 km e emissões de CO2 de 135 g/km.

Disponível em quatro níveis de equipamento (Expression, Sport, Exclusive e Bose Edition), os preços variam entre os 23.650 euros da versão 1.2 TCe Expression e os 31.900 euros da versão 1.6 dCi Bose Edition.  A versão diesel mais acessível é a 1.5 dCi Expression, disponível a partir de 26.650 euros.

NO COMMENTS

Leave a Reply

*