Peugeot 208 já chegou a Portugal

Peugeot 208 já chegou a Portugal

0 267

A Peugeot lançou esta semana em Portugal um automóvel que marca um verdadeiro salto de geração e o início de uma nova era na marca francesa…o Peugeot 208.

Para criar o 208, a Peugeot não hesitou em agitar os princípios e reinventar os códigos que estiveram na base do sucesso das estrelas 205, 206, 207. Assumindo com ousadia a regeneração do segmento dos automóveis compactos polivalentes, este modelo tem a ambição de distinguir-se por completo dos seus concorrentes.

Para tal, o 208 marca a entrada numa nova época e integra as novas tendências de consumo que os clientes desejam encontrar nos bens de utilização quotidiana: compacidade, conectividade, ergonomia, design e ecologia.

Regeneração arquitectural

O 208 transporta em si as noções de agilidade e de eficiência. As opções técnicas fazem do modelo um automóvel leve (- 110 kg em média do que o 207, com uma gama a partir de 975 kg), aerodinâmico (Cx de 0,29, SCx de 0,61) e muito compacto (- 7 cm de comprimento, – 1 cm de altura). Estes ganhos são acentuados por uma habitabilidade sensivelmente aumentada, com mais espaço nos lugares traseiros (+ 5 cm ao nível dos joelhos) e um compartimento de bagagens de maiores dimensões (+ 15 litros de volume), prova de um rendimento arquitectural optimizado.

Regeneração de estilo

O 208 concretiza e sublima os novos códigos estéticos da Peugeot, com destaque para a grelha com um estilo flutuante, assinatura luminosa, faróis traseiros em formato de boomerang, resultando num estilo simultaneamente puro e sofisticado.

Regeneração ergonómica 

O interior desmultiplica a promessa de inovação do estilo exterior. Verdadeira ruptura com o existente, o posto de condução foi inteiramente repensado para se tornar totalmente intuitivo e evidente. Estrutura-se em torno de um volante de dimensões reduzidas, de um painel de bordo elevado e de um grande ecrã táctil. Este conjunto “ligado” aos passageiros contribui para uma melhoria dos aspectos práticos, para a segurança, para o design interior qualitativo, bem como para as sensações de condução.

Regeneração ambiental

Com uma média de emissões de CO2 34g/km mais baixa que no 207, o novo 208 posiciona-se como líder do seu segmento. As suas tecnologias de motor de última geração e a quasi-generalização do sistema de micro-hibridação e-Hdi juntam-se ao ganho em termos de peso e de aerodinâmica da viatura.

Com cinco propostas, das quais quatro equipadas com o Stop & Start de nova geração (e-HDi), a oferta diesel começa em 87 g/km de CO2, ou seja 3,4 l/100 km, não ultrapassando nunca as 99 g!

O 208 inaugura ainda os novos motores a gasolina de 3 cilindros 1.0 e 1.2 VTi, particularmente performantes, com uma oferta que começa em 4,3 l/100 km.

[nggallery id=249]

NO COMMENTS

Leave a Reply

*