Novo Renault Espace: Renova argumentos de uma história incontornável

Novo Renault Espace: Renova argumentos de uma história incontornável

0 468

Com apenas nove unidades vendidas no final do primeiro mês de comercialização, a Renault questionava-se se não seria esse o preço a pagar por tanta ousadia. Mas 28 anos volvidos, já foram comercializadas mais de 1,2 milhões de unidades do Espace, em mais de 60 países e a Renault pode orgulhar-se de, uma vez mais, ter marcado a história da indústria automóvel. O modelo alterou todos os paradigmas de espaço e modularidade e agora ainda conta com novos argumentos, com uma nova dianteira de bseada na nova identidade da marca, com uma gama de motores mais respeitadores do ambiente e mais económicos e com novas tecnologias.

Uma história de sucesso com um início… difícil!

No final de Maio de 1984, soava o alarme: apenas nove unidades tinham sido vendidas no primeiro mês de comercialização! Os mais cépticos tardavam em render-se ao pioneirismo, mas a realidade é que, nos anos 80, o Espace simbolizava tudo aquilo com que uma sociedade em mudança sonhava. Uma sociedade que, cada vez mais, privilegiava a mobilidade, com o máximo de conforto e segurança, sem limitações de espaço e com um grande sentido prático.

E o Espace não tardou a impor-se… Afinal, não era um “simples” comercial ligeiro adaptado ao transporte de passageiros, mas sim um automóvel desenvolvido e concebido para viagens de eleição, com o conforto dos topos de gama, mas com muito mais espaço, uma modularidade nunca antes imaginada e tudo isto sem prejuízo do comportamento em estrada, ou seja, ao nível das melhores berlinas.

O Espace sobreviveu a todos os que lhe diagnosticaram uma morte prematura e as quatro gerações que foram lançadas ao longo de quase três décadas sustentam um dado irrefutável: o Espace marcou, por direito próprio, a história da indústria automóvel mundial!

Um novo Espace com novos e diversificados argumentos

E volvidos 28 anos desde o seu lançamento, o Espace continua a surpreender. Na realidade, mesmo tratando-se da fase IV da quarta geração, é caso para falar de um novo Espace, tantas são as novidades que incorpora.

Uma ideia que é imediatamente percepcionada pelo contacto com o exterior… O Espace está ainda mais estatutário e com um novo carácter, e a “culpa” é da dianteira, que adopta a nova identidade de design da Renault: numa grelha completamente redesenhada, o losango assume maior protagonismo, seja pelas dimensões, pela posição vertical, mas também por estar colocado sobre uma faixa negra.

Quanto ao habitáculo, mantém as características que conferiram ao Espace o estatuto de referência do segmento, como a excelente luminosidade, a visão panorâmica, o conforto dos sete lugares individuais, a modularidade, mas ganhou novos argumentos.

O pioneirismo continua

Com efeito, o novo Espace é o primeiro automóvel a propor nos bancos o tecido Teflon Automotive High Protection. Um tecido inovador, que absorve os líquidos à base de água ou de óleos. O tratamento Teflon protege as fibras têxteis sem alterar a sua aparência, o conforto ou o toque, mantendo sempre como novo o aspecto do tecido.

Mas o conforto dos passageiros é também reforçado com outros equipamentos. Destaque para uma câmara de marcha-atrás, que fornece uma indicação precisa das distâncias, graças à sobreposição de uma volumetria na imagem restituída ao condutor. A imagem a cores, é afixada no ecrã de navegação colocado na parte central do painel de bordo. E uma nota, igualmente, para o leitor DVD com 2 ecrãs de 7 polegadas integrados nos apoios de cabeça dianteiros. Uma oferta multimédia que é montada na origem (o que garante uma qualidade irrepreensível) e que fará a delícia dos mais novos.

Para além destes novos equipamentos, o Novo Renault Espace recebe, de série, em todas as versões, uma completa lista de tecnologias destinadas a facilitar a vida a bordo: sistema de navegação conectado Carminat TomTom Live, cartão mãos-livres, travão de estacionamento automático e uma completa conectividade (audio streaming por Bluetooth, entradas AUX ou USB).

Nova gama de motores mais amigos do ambiente e… económicos!

Mas o novo Renault Espace é também sinónimo de uma nova gama de motores mais amigos do ambiente e… económicos!

Na versão de 150 cv, o motor 2.0 dCi, associado a uma caixa manual de 6 velocidades, tem agora emissões limitadas a 150 gramas de CO2/km (uma redução de 20 gramas) com um consumo de 5,7  l/100km (-0,8 litros). Associado à caixa de velocidades automática de 6 relações, o motor 2.0 dCi, na versão de 175 cv, regista um nível de emissões de 169 g/km (-20 gramas) e um consumo de 6,4 l/100 km (-0,8 litros). Sublinhe-se que, desde o lançamento do motor 2.0 dCi no Espace, em 2006, foram «economizados» no consumo 1,7l/100 km e nas emissões 27 gramas de CO2/km.

Esta importante evolução foi obtida graças às seguintes modificações: Introdução da tecnologia ESM (recuperação da energia na travagem), da bomba de óleo com termóstato, do sistema de gestão térmica (thermomanagement) e do ciclo EGR (recirculação dos gases de escape) arrefecido.

Preços competitivos e garantia de 5 anos ou 150.000 quilómetros!

O novo Renault Espace é comercializado em Portugal com três diferentes versões:

  • dCi 150 Tech Road – 40.700€  (na anterior geração, o preço era o mesmo, mas com o motor dCi 130);
  • dCi 175 Initiale – 49.550€  (na anterior geração, o preço era o mesmo, mas com o motor dCi 150);
  • dCi 175 Cx Aut. Initiale – 52.100 € (na anterior geração, o motor era o mesmo, mas custava mais 500€).

NO COMMENTS

Leave a Reply

*