Dezembro 15, 2017
Geral

Estudo da Ford revela preocupações dos Europeus

Um novo estudo encomendado pela Ford concluiu que a maioria dos europeus continua a querer manter a propriedade de um automóvel, mas que têm preocupações crescentes com o congestionamento de trânsito, custos de condução e com o meio ambiente.

A Ford encomendou o estudo à empresa "The Futures Company", líder em consultadoria, para compreender melhor as opiniões e atitudes dos europeus numa série assuntos relativos a problemas de mobilidade – desde a partilha de automóvel a uma condução ecológica, ou ao futuro dos motores de combustão interna.

Este estudo mostrou que a maioria das pessoas dizem que a vida seria "impossível" sem um automóvel mas, 76% dos europeus dizem que são afetados pelo stress provocado pelo congestionamento de trânsito e pelos preços dos combustíveis. Demonstra também que 74% utiliza transportes públicos, 37% partilham automóveis para fazer o mesmo percurso e 3% recorrem a planos formais de partilha de automóveis.

"O estudo determina que precisamos de um diálogo público e envolver todas as partes interessadas para resolver os problemas de mobilidade e responsabilidade ambiental", disse Barb Samardzich, vice-presidente do Desenvolvimento de Produto da Ford Europa. "À medida que a população no mundo aumenta e se urbaniza, não queremos perder a liberdade de mobilidade, e é por esta razão que precisamos duma abordagem cooperativa e integrada."

Outras conclusões do estudo:

  • 74% identifica a propriedade de um automóvel como independência
  • 52% utiliza transportes públicos menos de uma vez por mês ou nunca
  • 53% dizem que as alterações climáticas foram o maior problema do mundo
  • 77% não deixaria de utilizar o automóvel para ajudar a resolver questões ambientais
  • 72% dizem que a eficiência de combustível é um dos factores de maior importância quando compram um automóvel
  • 50% usaria um estilo de condução mais ambiental se compreendesse melhor o seu impacto no benefício financeiro
  • 57% dizem que a maior responsabilidade é dos órgãos eleitos, por forma  a reduzir o impacto que os transportes exercem no ambiente

Dos entrevistados, 28% dizem que considerariam comprar um veículo de propulsão eléctrica, embora poucos tenham experenciado em primeira mão tais veículos (8% já teve ou conduziu um veículo híbrido eléctrico e 6% já teve ou conduziu um veículo eléctrico híbrido “plug-in” ou um veículo eléctrico a bateria). Em comparação, 66% dos entrevistados já tiveram um veículo com motor a gasolina e 38% já tiveram um veículo com motor a gasóleo.

Estima-se que o número de automóveis nas estradas em todo o mundo aumente dos mil milhões actuais para um número entre 2 e 4 mil milhões até 2050. A Comissão Europeia prevê que os custos de congestionamento na Europa aumentarão em 50%, para 200 mil milhões de euros por ano no mesmo período de tempo.

Follow Me:

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *