Peugeot apresenta novo Boxer

Peugeot apresenta novo Boxer

0 1399

A peugeot dá continuidade à renovação da sua oferta de veículos comerciais com o lançamento do novo Boxer.

Avaliado ao longo de mais de 4 milhões de quilómetros e testado em condições extremas, a qualidade, robustez e durabilidade do novo Peugeot Boxer também se expressam através de um design verdadeiramente moderno e identificador da marca.

O capot do novo Boxer dispõe de linhas salientes e a grelha tem a sua inspiração na do novo Peugeot 308, com moldura metálica em cinza que parece recortada na carroçaria. Com um visual muito expressivo e tecnológico, as óticas dianteiras integram luzes diurnas de série que em opção podem ser LED. O para-choques imponente assegura a máxima proteção, tendo dois espaços circulares incorporados por baixo em que se integram, como opção ou de série, os faróis de nevoeiro em policarbonato. Acima, existem dois espaços retangulares que se destinam a facilitar a limpeza do para-brisas. Na traseira, o Peugeot Boxer de quarta geração recebeu uma nova assinatura de luz que realça a modernidade, dispondo igualmente do emblema da marca. A iluminação traseira proporciona melhor visibilidade lateral.

No interior, o veículo apresenta-se como sendo funcional e confortável, bem como elegante e com qualidade. O volante tem um desenho mais moderno, podendo estar revestido a couro como opção ou no Pack Conforto. O painel de bordo está equipado com novos conteúdos técnicos e os rádios surgem numa nova gama. Já os bancos têm o novo padrão preto ‘Darko’ com apontamentos em vermelho e cinza, sendo que os estofos podem ser em cor creme ‘Achille’ em opção.

peugeot-boxer_2

Em termos mecânicos, a nova geração Boxer está disponível com uma gama de motorizações diesel de última geração com FAP, todas cumprindo com a norma Euro 5. O bloco de quatro cilindros turbo 2.2 HDi FAP 110 está disponível em três patamares de potência: 110, 130 e 150 cavalos, e 250, 320 e 350 Nm de binário máximo, respetivamente. O bloco 3.0 HDi FAP de 180 cavalos e 400 Nm às 1400 rpm com sistema de injeção direta common rail, fornece todo o desempenho necessário para as longas deslocações em estrada e para uma utilização de elevadas cargas.

No caso da versão L3H2 2.2 HDi 130 cv, comparativamente à variante que substitui, regista ganhos de consumos que vão até aos 1,3l/100km, representando 34 g/km de CO2. A integração da tecnologia Stop & Start nos motores 2.2 HDi 130 cv e 150 cv permite um ganho suplementar no consumo de combustível de 0,5 l/100km em meio urbano, bem como uma redução média das emissões de CO2 de 5 g/km em circuito misto.

O novo Peugeot Boxer propõe ainda uma ampla gama de carroçarias para se adaptar a todas as utilizações e a cada objectivo. Assentes em três distâncias entre eixos (3 m, 3,45 m e 4,04 m), as versões furgão – com e sem vidros – dividem-se em quatro comprimentos (L1, L2, L3 e L4) e três alturas (H1, H2 e H3), para um total de 8 silhuetas entre os 8 e os 17 m3.

Estão também disponíveis várias outras versões, de modo a ir ao encontro das necessidades específicas dos profissionais:
– cabine com um máximo de 7 lugares desenvolvida em colaboração com a Durisotti;
– chassis cabine simples de 3 lugares ou dupla de 7 lugares;
– basculantes com um PTAC (Peso Total Admitido em Carga) de 335 e, também, com um PTAC de 435 Heavy, soluções desenvolvidas com a Gruau;
– bases de transformação em chassis simples ou cabine dupla e plancher cabine.

A nova versão cabine “alongada” tem uma superfície vidrada redimensionada para uma maior segurança, maior conforto dos passageiros e a possibilidade de montagem de vidros de abertura para as versões L2H2 e L3H2.

Finalmente, para o transporte de passageiros completam a gama as versões Combi, de 5 a 9 lugares, e Minibus com 14 ou 17 lugares (homologados segundo a norma Euro 4).

peugeot-boxer_3

NO COMMENTS

Leave a Reply

*