Ford Apresenta Plano de Mobilidade Inteligente no CES

Ford Apresenta Plano de Mobilidade Inteligente no CES

0 440

Presente no “Salão de Eletrónica de Consumo” de 2015, a Ford destacou o modo como recorre às inovações não só com vista à criação de novos e avançados veículos, como também na ajuda à mudança da forma como o mundo se move, resolvendo os crescentes desafios do presente em termos de transporte global.

A companhia apresentou o seu plano ‘Ford Smart Mobility’ para promoção da inovação, elevando-a a um novo patamar em termos de conectividade, mobilidade, veículos autónomos, experiência do cliente e tratamento de dados de grande volume. A Ford também apresentou 25 experiências de mobilidade a implementar em todo o mundo no presente ano para testar ideias de transporte, proporcionando melhores experiências aos clientes, modelos mais flexíveis e colaborações a nível social que podem resultar em benefícios para esses clientes.

“Mesmo apresentando automóveis com elevados níveis de conectividade e partilhando os nossos planos para veículos autónomos, estamos aqui no CES com um propósito bem maior,” afirmou Mark Fields, Presidente & CEO da Ford, num discurso proferido na mostra tecnológica e de eletrónica de consumo de Las Vegas. “Estamos a aplicar inovação em todas as áreas do nosso negócio de modo a sermos uma empresa de produto e de mobilidade, com o objetivo último de mudar o modo como o mundo se move, tal como fez há 111 anos o nosso fundador Henry Ford.”

25 Experiências de Mobilidade a Nível Global
Os primeiros passos do ‘Ford Smart Mobility’ são dados através de 25 novas experiências – nove delas na Europa e em África, oito na América do Norte, sete na Ásia e uma na América do Sul. Cada uma delas foi concebida para antecipar o que clientes pretendem e necessitam no ecossistema de transporte do futuro.

As 25 experiências abordam quatro megatendências globais – o explosivo crescimento demográfico, uma expansão da classe média, as preocupações com a qualidade do ar e saúde pública e a mudança de atitudes e prioridades dos clientes – desfiando o atual modelo de transporte e a limitada mobilidade das pessoas, especialmente em meios urbanos.

Catorze das 25 experiências são projetos de pesquisa liderados pela Ford e onze fazem parte do concurso ‘Innovate Mobility Challenge Series’ da companhia.

As Experiências Londrinas
Londres será a base de vários projetos-piloto da Ford que irão testar diferentes soluções para mitigar os congestionamentos em áreas urbanas de elevada densidade, incluindo as partilhas de viaturas (car-sharing), estacionamento e projetos de serviço por shuttle.

A Ford também anunciou a expansão do seu programa de car-sharing na Alemanha. A iniciativa subscrita pela associação de concessionários Ford alemães, a FHD GmbH e a DB Rent, a empresa por detrás da Flinkster car-sharing, resulta no primeiro esquema de partilha de viaturas à escala nacional envolvendo concessionários automóveis.

“Na Ford estamos abertos a soluções mais inteligentes de manutenção do mundo em livre movimento, para benefício e progresso de todos os envolvidos. Mudar a maneira de pensar, de colaborar e de comportamento é essencial para garantir a livre circulação de pessoas e das economias,” afirmou Barb Samardzich, Chief Operating Officer da Ford Europa. “É altamente improvável a existência de uma única solução, à medida de todos, para as questões da mobilidade. Neste momento, estamos na fase de investigação – testes e afinação de projetos para que possamos descobrir o que funciona e desenvolver soluções mais inteligentes para garantir liberdade de movimento para todos.”

Os projetos em desenvolvimento em Londres são:

  • Condução em Cidade Por Encomenda: desenhado para ajudar a compreender o que é necessário para um esquema de car-sharing integrado de maior qualidade e flexibilidade, que vá ao encontro dos viajantes regulares em grandes áreas urbanas. Atualmente decorre a fase de testes-piloto, com recurso a unidades Focus Electric, de emissões zero, e Fiesta 1.0 EcoBoost, ultra-eficiente e de baixas emissões, unidades que podem ser reservadas através de uma app ou ligando para um call center. Os veículos são desbloqueados através de uma aplicação para smartphone ou por cartão de membro, podendo ser usados 24 horas por dia, sete dias por semana. Os preços são cobrados ao minuto, valor que inclui combustível, seguro e os custos de Taxas de Circulação Urbana.
  • Seguros Baseados em Dados: envolve a monitorização da utilização de veículos individualmente com potencial para criar uma cotação de seguro personalizada e reduzir os custos do seguro. Uma app para smartphone permite aos utilizadores verificar, de modo remoto, a localização do seu veículo, os níveis de combustível e outras condições do mesmo que adicionem valor acrescido para o cliente. Os dados recolhidos também poderão contribuir para identificar potenciais congestionamentos e ajudar as autoridades a melhorar os fluxos de tráfego
  • Transporte Social Dinâmico: um serviço de transporte por encomenda de ligação entre dois pontos, mais prático do que um autocarro e a melhor custo do que um táxi, com pagamento na altura do transporte, num serviço partilhado, desenhado para ser simultaneamente eficiente e efetivo em termos de custos
  • Estacionamento Facilitado: desenvolvido com uma autoridade local, este novo serviço por app para smartphone pode ajudar os condutores a encontrar um espaço de estacionamento apropriado com base nas suas preferências de perfil, estacionamento em tempo real e identificação de locais de destino, bem como a sua localização por GPS.

Num inquérito promovido pela Ford, 56 por cento dos europeus referiu considerar a partilha de viaturas*. A pesquisa também mostrou que um veículo partilhado pode substituir até treze outros veículos na estrada** e, de acordo com a Comissão Europeia, os custos relacionados com os congestionamentos dentro da União Europeia rondam os 100.000 milhões de euros por ano***.

O Car-Sharing na Alemanha
Nos seus primeiros 12 meses de implementação, o programa Ford Car-sharing em expansão evoluiu para incluir 55 cidades alemãs e mais de 100 localidades, incluindo vilas e pequenas cidades. Os clientes registam-se num concessionário Ford, num processo que lhes permite, depois, poder fazer uma reserva através de uma app para smartphone, portal de internet ou telefone. Para além dos modelos Ford, do Ka até à Transit, os clientes têm igualmente acesso a 3.600 veículos da empresa Flinkster. Nos últimos meses registou-se uma duplicação das reservas face à média da primeira metade do ano.

Com o desafio ‘Innovate Mobility Challenge Series’, a Ford convidou inovadores e programadores de todo o mundo a criar soluções para os desafios específicos de mobilidade em Inglaterra, Portugal, América do Norte e do Sul, África, Índia, China e Austrália. Mais de 100 concorrentes inscreveram-se no primeiro ‘Traffic Tamer App Challenge’, realizada em Londres e que foi conquistado pelo projecto AppyParking, garantindo um serviço que permite aos condutores ver mapas de estacionamento, pagar taxas de tráfego urbano e encontrar postos de carregamento de veículos elétricos.

“Estes projetos de investigação sublinham o compromisso da Ford para com a inovação e o progresso que se estende para além dos veículos que produzimos,” disse Erica Klampfl, Directora Global de Mobilidade Futura, do departamento de Pesquisa e Engenharia Avançada da Ford. “Estamos a investir em pesquisa, relações, tecnologia e desenvolvimento de novos negócios para providenciar um modo de transporte seguro e acessível, mas que também responda aos problemas de congestionamento e possa reduzir as emissões e deslocações excessivamente longas.”

Veículos Autónomos Ford
A Ford também destacou os veículos semi-autónomos que tem já hoje em circulação e os veículos totalmente autónomos, já em processo de desenvolvimento para uma utilização futura.

“Já estamos a produzir e comercializar veículos semi-autónomos que recorrem a software e sensores para orientação da direção em espaços de estacionamento paralelos e perpendiculares, ajuste da velocidade com base no fluxo de tráfego ou aplicação dos travões em situações de emergência,” comentou Raj Nair, Chief Technical Officer da Ford e Vice-Presidente do Grupo, Desenvolvimento Global de Produto. “No futuro irá haver um veículo autónomo Ford, pelo que levamos muito a sério a sua colocação na estrada.”

Os atuais veículos semi-autónomos Ford contam com soluções como a assistência à manutenção de faixa, cruise control adaptativo, Assistência de Pré-Colisão com Deteção de Peões e assistência activa ao estacionamento, Reconhecimento de Sinais de Trânsito, câmara de visão traseira, faróis de máximos automáticos e limpa para-brisas com sensores de chuva, estando para breve a introdução de um sistema de Assistência a Engarrafamentos.

Um Ford Fusion Hybrid de condução totalmente autónoma encontra-se em testes de estrada. O modelo recorre à mesma tecnologia semi-autónoma presente em veículos Ford do presente, acrescentando-lhe quatro sensores LiDAR, que geram mapas 3D em tempo real do ambiente em redor.

O veículo pode ‘sentir’ os objetos ao seu redor graças aos sensores LiDAR e usar algoritmos avançados para o ajudar nas previsões de para onde se poderão mover os veículos e peões.

“A nossa prioridade não é fazer anúncios de marketing ou entrar numa corrida para colocar o primeiro modelo autónomo na estrada,” disse Fields. “A nossa prioridade é fazer o primeiro veículo autónomo Ford acessível para as massas e que, verdadeiramente, contribua para melhorar as vidas dos clientes,” acrescentou Fields.

“Henry Ford ensinou-nos, há muito tempo, que um bom negócio resulta em excelentes produtos e garante rentabilidade. Um ótimo negócio faz tudo isso ao mesmo tempo que cria um mundo melhor. É isso o que nos continua a incentivar a cada dia.”

NO COMMENTS

Leave a Reply

*