Nissan e NASA desenvolvem juntas próxima geração de veículos de condução autónoma

Nissan e NASA desenvolvem juntas próxima geração de veículos de condução autónoma

0 415

A Nissan, através da sua organização Norte Americana, e a NASA anunciaram a formação de uma parceria de investigação e desenvolvimento para os próximos cinco anos com o objetivo de desenvolver os sistemas de veículos autónomos e preparar a aplicação comercial desta tecnologia.

Investigadores do U.S. Silicon Valley Research Center da Nissan e do Ames Research Center da NASA em Moffett Field, Califórnia, vão concentrar-se nos sistemas de condução autónoma, soluções de interface homem-máquina, aplicações de rede e análise e verificação de software, com base em hardware e software sofisticados utilizados na estrada e no espaço.

Os investigadores das duas organizações irão testar uma frota de veículos autónomos de zero emissões em Ames para demonstrar o conceito de operação remota de veículos autónomos para o transporte de materiais, bens, cargas e pessoas. Para a NASA, estes testes vão de encontro à forma como opera os veículos planetários a partir de um centro de controlo de missão. O primeiro veículo dessa frota deverá entrar em testes até ao final de 2015.

"O trabalho da NASA e da NISSAN – uma direcionada para o espaço e outra direcionada para a Terra – está ligado por desafios semelhantes", afirmou Carlos Ghosn, presidente e CEO da Nissan Motor Co. "A parceria irá acelerar o trabalho da Nissan no desenvolvimento de uma tecnologia de condução autónoma fiável e segura que iremos progressivamente introduzir no mercado a partir de 2016 até 2020".

A Nissan definiu 2020 como o limite para a introdução de veículos de condução autónoma com a capacidade de operar em quase qualquer situação, incluindo a situação mais complexa de todas, a condução urbana.

De acordo com os termos da parceria, a NASA beneficiará dos conhecimentos da Nissan em termos de inovadoras tecnologias de componentes para veículos autónomos, partilha de informação, desenvolvimento de aplicações de transporte em veículos e do acesso a sistemas de protótipos e bancos de ensaio para software robótico.

NO COMMENTS

Leave a Reply

*